Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Índice

Introdução

         Bem vindo a página do Eduroam no wiki da RNP. As informações contidas aqui são de domínio público e serve de apoio as instituições que irão aderir ao serviço oferecido pela RNP.
Eduroam é um serviço de roaming federado que provê acesso seguro a redes sem fio autenticando seus usuários através de credenciais verificadas pelo seu IDP que conecta-se a um serviço de diretórios que contém a base de usuários da instituição.

Sobre o eduroam

         Principal iniciativa da RNP dedicada à questão da mobilidade, o eduroam (education roaming) é um serviço desenvolvido para a comunidade internacional de educação e pesquisa que oferece acesso sem fio à internet sem a necessidade de múltiplos logins e senhas, de forma simples, rápida e segura. Lançado no Brasil em 2012, dispõe de ampla cobertura internacional e reúne instituições de mais de 60 países, unindo diversos usuários na troca de experiências e conhecimento. Mais informações sobre o serviços estão no site da RNP.

Pré-requisitos

  • Possuir um hypervisor que irá hospedar o host;

  • Infraestrutura:
    • 8192 MBytes de memória RAM;

    • 2 vCPU;

    • 1 Disco rígido de 60 GBytes;

  • Um endereço IP válido na internet;

  • Um hostname configurado no DNS da instituição e com resolução de nomes para internet;

  • O reverso do DNS configurado de forma adequada para este hostname;

  • Configurações de Firewall

Principais terminologias do Eduroam

  • Provedor de identidade do eduroam (eduroam Identity Provider - IDP)

          Uma entidade que é responsável pelas credenciais de usuário e a operação de um servidor de autenticação para acesso ao eduroam destes usuários. IdPs também são conhecidos como "instituições de origem".

  • Provedor de serviço do eduroam (eduroam Service Provider - SP)

           Uma entidade que opera uma rede de acesso no qual os usuários eduroam são admitidos para acessar serviços de Internet, uma vez que são autenticado com êxito por seu IDP. SPs também são conhecidos como "instituições visitadas".

  • Operador de roaming (Roaming Operator - RO)

           A entidade que opera o serviço eduroam para um país ou economia e que é reconhecido como tal pelo RC que ele pertence, ou, no caso de o país ou economia é parte de uma região geográfica para a qual  um RC não é estabelecida, pela GeGC.
           O RO pode ser um operador Nacional de Pesquisa e Rede de Educação, por exemplo. ROs são por vezes referido como "As operadoras eduroam".

  • Servidor de proxy RADIUS (RADIUS Proxy Server- RPS)

          RPSs são estabelecidos e mantidos, a fim de fornecer a infra-estrutura técnica (ou seja, a hierarquia do servidor RADIUS) parao serviço eduroam global.
          Os RPSs de nível superior para uma região geográfica são mantidas pelo RC correspondente. Nos casos em que um RC não é estabelecida para uma determinada região, o GeGC, aconselhado pelo ROs daquela região, nomeia o RO que irá executar os RPSs de nível superior  para a região.

  • Confederação de Roaming (Roaming Confederation - RC)

          Uma entidade que consiste em um conjunto coeso de ROs que sirva uma região geográfica e que seja reconhecido como tal pelo GeGC. O "European eduroam Confederation" é um exemplo.

Documentação - eduroam

ICPEdu - Infraestrutura de Chaves Públicas para Ensino e Pesquisa


  • No labels
Write a comment…