Ir para o final dos metadados
Ir para o início dos metadados

 

Visão geral

O tutorial foi organizado em três etapas, Cadastro, Reserva e Experimentação como foi ilustrado na figura a seguir:

 

1° Passo: Registro e Login

Você precisa de uma conta para acessar a infraestrutura de experimentação.

Para criar uma conta, acesse a interface Web de um Ilha FIBRE em: https://portal.<sigla-instituição>.fibre.org.br/ (ex.: https://portal.ufg.fibre.org.br)

A figura mostra a tela inicial da interface de uma Ilha FIBRE.

No menu, no lado esquerdo da tela, clique em Request Account .

Após completar o formulário e confirmar a criação de sua conta, aparecerá uma mensagem dizendo que sua conta necessita de aprovação.

A administração da testbed receberá um e-mail informando do seu cadastro.

Somente será possível realizar login e reserva de recursos após a ativação do cadastro.

Após aprovação de cadastro, autentique-se no sistema com o usuário e senha previamente escolhidos. O usuário é definido da seguinte forma: [usuário]@[sigla-instituição] (ex.: vivian@ufg).

2° Passo: Reserva

O processo de reserva também é feito através da interface Web.

Para realizar uma reserva, execute os seguintes procedimentos:

1. Clique em Reservation , no menu lateral;

2. Selecione a data para a reserva;

3. Selecione o horário de início da reserva;

4. Selecione o tempo de duração da reserva;

5. Clique em Check Available Nodes ;

6. Escolha o(s) recurso(s) que deseja reservar marcando a(s) checkbox(es) correspondente(s).;

7. Clique em Reserve para concluir o processo de reserva.

Você pode verificar quais recursos estão reservados para você através do item My Reservations , no menu lateral.

3° Passo: Experimentação

3.1. Acessar a testbed

Para executar um experimento, o usuário deve acessar o servidor do OMF do TestBed. A ilha da UFSCAR não possui IP público para o servidor, portanto, é necessário o uso de VPN (veja mais informações aqui). As outras ilhas possuem IP público e podem ser acessadas diretamente com um SSH para o endereço portal.<sigla-da-instituição>.fibre.org.br com usuário criado no portal na etapa 1, como mostrado abaixo:

ssh -p6622 [usuário]@[sigla-instituição]@portal.<sigla-instituição>.fibre.org.br

Ex. No testbed da ilha da UFG, com usuário vivian, o comando ssh seria:

ssh -p6622 vivian@ufg@portal.ufg.fibre.org.br

Um diretório home será criado automaticamente após o primeiro login (/home/br/[instituição]/[usuário])

3.2. Executar um experimento

Antes de executar, tenha em mente que a ilha não faz o reset das configurações dos nós após um experimentador executar ou configurar um nó para um experimento. Portanto, caso queria executar o seu experimento com a imagem default do FIBRE ou uma imagem que você já tenha salvo, veja na seção 3.6.

Após logado no servidor do OMF, podemos configurar um experimento para ser executado. Ao logar, você estará automaticamente na pasta da sua home, onde já existem os arquivos hello word, o hello_word_wireless.rb e hello_word.rb.

Os arquivos executam experimentos para cada tipo de plano de dados, ou via rede cabeada (hello_word.rb) ou via interfaces sem fio (...wireless.rb). Ambos seguem a mesma configuração, a configuração do Sender e do Receiver. Portanto, para executar o experimento, o usuário deve modificar o arquivo correspondente, configurando estes dois parâmetros com os dados do HRN. Estes dados podem ser encontrados através da tela do passo 2.7 deste tutorial, como mostrado na figura a seguir:

Clique em Details para mostrar os dados de reserva. Ao clicar irá mostrar os nós reservados, como mostrado na imagem a seguir:

Após mostrar os nós, posicione o mouse sobre o nome do Resource e irá obter o HRN do nó, como mostrado na imagem a seguir:

Anote este texto que aparece a frente de HRN de dois nós, como por exemplo omf.ufg.node.1, mostrado na imagem acima.

Agora que já sabe os HRNs de cada nó, pode configurar o arquivo hello word. Para realizar esta configuração, abra o arquivo com um editor padrão (vim, vi ou nano), e edite a linha em que seleciona os nós, para que selecione os nós que foram reservados. Em um cenário em que você tenha reservado os nós 4 e 8 na ilha da UFG, seria assim:

Arquivo hello_word.rb sem alteração:

    defGroup('Receiver', "Insira o HRN do nó") do |node|
    ...
    ...
    ...
    defGroup('Sender', "Insira o HRN do nó") do |node|
    ...
    ...
    ...

Com a alteração através do nano, ficaria assim:

    defGroup('Receiver', "omf.ufg.node4") do |node|
    ...
    ...
    ...
    defGroup('Sender', "omf.ufg.node8") do |node|
    ...
    ...
    ...

Após modificar o arquivo, podemos testar se a reserva dos nós que selecionamos foi feita corretamente. Para isto, podemos utilizar o comando omf tell para listar os nós que foram reservados, como mostrado na imagem abaixo:

Os nós reservados aparecem abaixo de "The nodes you have reserved:". Caso apareça os nós configurados na etapa anterior, você pode prosseguir com o experimento, caso não apareça, volte ao passo 2.1 deste tutorial ou veja na seção 4 deste tutorial.

Após conferir que os nós foram reservados corretamente, podemos executar o experimento. Para isto, digite o seguinte comando:

alexufg@ufg@omf-server# omf exec [EXPERIMENTO].rb

Por exemplo, para executar o experimento com as interfaces sem fio:

alexufg@ufg@omf-server# omf exec hello_word_wireless.rb

3.3. Analisando execução

Após o omf exec ser executado, algumas saídas podem ser verificadas, ou a própria saída no terminal ou o arquivo gerado com os resultados do experimento.

Ao analisar a saída do terminal, podemos afirmar que o experimento rodou com sucesso, caso as ultimas linhas de saída contenham "INFO run: Experiment nome-arquivo-de-resultado", como mostrado na imagem a seguir:

Caso não apareça estas linhas, verifique na seção de troubleshooting deste documento para verificar o que pode ter ocorrido e encontrar uma possível solução.

3.4. Coletando os resultados

Para cada experimento executado, é mostrado, na terceira e na última linha do log que aparece na tela, um Identificador do Experimento - uma sequência de caracteres no formato ”[usuário]-[sigla-instituição]-federation_slice-[Data]t[Hora]-03.00”, onde os campos [Data] e [Hora] informam os valores referentes ao momento em que o experimento foi executado.

Esse Identificador está relacionado aos arquivos que armazenam as informações sobre o experimento, como log e arquivo XML da topologia. Esses arquivos ficam armazenados no diretório /tmp/.

Para cada experimento também é armazenado o conjunto de medições coletadas. Para recuperar esses resultados você deve estar logado na console OMF e utilizar o comando wget para baixar os dados para um arquivo. A estrutura do comando segue abaixo:

alexufg@ufg@omf-server# wget http://localhost:5054/result/dumpDatabase?expID=[identificador-do-experimento] -O [arquivo-de-destino]

Ex.:

alexufg@ufg@omf-server# wget http://localhost:5054/result/dumpDatabase?expID=alexufg-ufg-federation_slice-2014-05-21t13.59.57%2B03.00 -O myDatabase

Outro aspecto importante, o wget trabalha com URLencode, portanto, o simbolo qualquer simbolo que estiver no identificador do experimento, deve ser substituído pelo seu respectivo código. Estes códigos podem ser obtidos através deste link. O simbolo "+" por exemplo, é substituído por "%2B". 

Caso ocorra algum erro, verifique na seção 4 deste tutorial. 

3.5. Acessar o nó

Caso seja necessário alterar algum arquivo ou configuração, o acesso ao nó pode ser feito por SSH. As imagens fornecidas no repositório possuem um único usuário, “root”, sem senha. Para acessar um nó, faça:

alexufg@ufg@omf-server# ssh root@[IP do Nó]

Ex.:

alexufg@ufg@omf-server# ssh root@10.137.11.1

Após carregar uma imagem sobre os nós, é indicado colocar uma senha para o usuário ou utilizar a autenticação baseada em chaves pública e privada.

3.6. Carregar imagem no nó

Esse passo não é obrigatório. No entanto, antes da utilização dos nós para experimentação, é indicado carregar uma imagem sobre os mesmos. Esse procedimento garante que as configurações do sistema sejam restauradas, pois outros experimentadores podem ter utilizado os nós em um período anterior e alterado o Sistema Operacional (drivers, arquivos de configuração do sistema, aplicações, etc).

As imagens ficam armazenadas em /var/lib/omf-images5.4, mas não é necessário estar no diretório para carregar as imagens (o OMF já procura a imagem nesse diretório - basta informar o nome da imagem, caso informar o diretório, ocorrerá erro). Uma imagem pode ser carregada em um ou mais nós, através de um único comando.

Para carregar uma imagem sobre um conjunto de nós, faça:

alexufg@ufg@omf-server# omf load -i [Imagem] -t [Lista de nós]

Ex.:

alexufg@ufg@omf-server# omf load -i baseline.ndz -t omf.ufg.node1,omf.ufg.node2

ATENÇÃO: Esse procedimento demora alguns minutos.

3.7. Salvar imagem do nó

Após realizar alterações na imagem carregada sobre um nó, é possível salvar o estado do nó como uma nova imagem. Para isso, faça:

alexufg@ufg@omf-server# omf save -n [HRN do Nó]

Ex.:

 
alexufg@ufg@omf-server# omf save -n omf.ufg.node1

As imagens salvas ficam armazenadas no diretório /var/lib/omf-images-5.4.

4. Troubleshooting

Está seção foi criada com o objetivo de ajudar a resolver possíveis problemas ou identificar se o erro está sendo causado por um erro técnico na ilha do testbed.

Possíveis erros

  1. Portal inacessível
    1. Verifique o calendário de manutenção do FIBRE neste link
    2. Entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
  2. Reserva não lista nenhum nó disponível
    1. Não existe nós disponíveis
      1. Caso não liste nenhum nó nas próximas 4h ou 24h, entre em contato com o ADM da ilha, solicitando para ver se tem alguém realmente utilizando os nós
  3. Reserva não mostra HRN do nó
    1. Entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
  4. SSH connection refused
    1. Deve ser utilizado a porta 6622 para acessar via ssh. Caso estiver utilizando, entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
    2. SSH para um nó, fora do período de reserva, não funciona.
  5. SSH host não encontrado
    1. SSH para um nó, fora do período de reserva, não funciona.
    2. Erro para SSH para o servidor da ilha, entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
  6. SSH para o node reservado não funciona
    1. Tente pingar para o IP do nó
      1. Caso não funcionar, entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
  7. Erros com omf exec
    1. Nó não liga
      1. Verifique se reservou o nó solicitado.
      2. Verifique se o HRN está correto.
      3. Tente com outro nó, caso funcione, entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
    2. Nó não conecta com internet
      1. Caso consiga pingar no nó ou conectar via SSH, alguma configuração com a internet pode estar incorreta. 
        1. Faça o re-load da imagem do nó e veja se volta a funcionar, caso não volte, entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
        2. Os passos para fazer re-load estão na Seção 3.6 deste documento.
  8. Arquivo de resultado não encontrado
    1. Pode ser que não foi gerado ou o nome solicitado está incorreto.
    2. Para verificar se foi gerado, dê ls na pasta: /var/lib/oml2/
  9. Erro ao carregar imagem para nó
    1. Imagem não encontrada: caso seja a baseline, entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.
    2. Erro no processo, sendo informado no log: entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.

Qualquer outro erro, entre em contato com o ADM da ilha, informando o erro.

 

Etiquetas
  • Nenhum