Fase Experimental do Serviço de Aceleração do Transporte de Dados com o Emprego de Redes de Circuitos Dinâmico (FE-ATER)

Ir para o final dos metadados
Ir para o início dos metadados

Relatório de Gestão da RNP 2014.2

A  proposta do GT-ATER em sua fase 2 teve como objetivo desenvolver e implantar um serviço piloto para identificar fluxos de pacotes que transportam grande volume de dados e criar circuitos dinâmicos dedicados para enviar estes dados de uma ponto a outro da rede. Os dois objetivos principais foram: realizar testes com usuários pilotos na rede experimental CIPÓ e evoluir o protótipo para torná-lo mais robusto e escalável.

O grupo avançou no desenvolvimento do protótipo para dar uma maior estabilidade e robustez do sistema. Foram feitas melhorias nos módulos de comunicação, monitoramento de tráfego e provisionamento de circuitos. Foi homologado em laboratório nesta fase do projeto a comunicação de switches via OpenFlow, especificamente switches Datacom DM 4001. Esta foi uma importante evolução em relação a fase 1 do GT aonde se utilizava um servidor no lugar de um switch, simulando a implementação padrão do OpenFlow.

Os demais principais resultados alcançados durante a fase piloto foram:

  • Desenvolvimento de melhorias nos principais componentes do sistema.
  • Projeto e implementação do monitoramento de circuito com base nas estatísticas de entrada e saída das interfaces.
  • A exibição dos gráficos em tempo real, a qual se mostrou adequada às demandas do sistema.
  • Ajustes na interface Web para oferecer maior consistência, facilidade de uso e melhor visualização de informações, a partir de feedback obtido no treinamento da Fase 1 do GT e de interações com pesquisadores da UFG.
  • Implementação da versão OpenFlow do componente RACE e testes em laboratório em switches com suporte à tecnologia.
  • Demonstração no Workshop da RNP 2014, realizado em Florianópolis, SC.
  • Transferência de tecnologia e código fonte para a RNP.
  • Realização do Workshop de Disseminação com participantes do piloto e colaboradores da RNP que acompanharam o projeto afim de obter feedbacks para proposta de continuidade do projeto.
  • Preparação para o piloto incluindo definição de arquitetura, configuração dos componentes nos PoPs e adequação da aplicação do GT-MCC para criação de circuitos.

O Grupo de Avaliação de Projetos de Inovação Fase 2 (GAPI-2) recomendou o GT para Fase Experimental, entendendo que o serviço proposto pelo GT-ATER é complementar ao serviço experimental CIPÓ, no sentido de que oferece uma nova forma de oferecer o serviço ao usuário (última milha) de circuitos. O fato dos equipamentos dos POPs e da maioria dos equipamentos dos clientes já suportarem OpenFlow, facilitaria a implantação do serviço.

Os resultados do piloto serão aproveitados para a fase experimental aonde será dada continuidade da parceria com o LNCC que visa a integração da solução do GT-ATER à ferramenta desenvolvida pelo GT-MCC. Essa integração é possível através da API desenvolvida pelo GT-ATER, que fornece a aplicações a possibilidade de solicitação de regras para criação de circuitos. A arquitetura do piloto foi definida, mas ainda não foi finalizada a configuração da conexão entre o PoP-RJ e o LNCC.  A estimativa é que os testes sejam finalizados no primeiro trimestre de 2015 durante a fase experimental. 

Relatório de Gestão da RNP 2014.1

O GT, desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG), tem como objetivo desenvolver e implantar um protótipo de serviço para identificar fluxos de pacotes que transportam grande volume de dados, além de criar circuitos dinâmicos dedicados para enviá-los. Como resultado, os usuários da rede experimental Cipó, da RNP, que precisam transportar grandes volumes de dados de maneira confiável poderão fazê-lo em menos tempo, por meio de circuitos criados de forma automática e dinâmica com base nos padrões de fluxos identificados.

O projeto chegou ao final da primeira fase com um protótipo por meio do qual um usuário é capaz de definir regras efetivas ou de monitoramento, capazes de encaminhar tráfego através de circuitos dinâmicos ou apenas monitorar o fluxo de dados. Toda a interação do usuário com o protótipo do ATER pode ser realizada por meio de uma interface web simples que permite, além da criação de regras, a remoção de regras e o monitoramento de estatísticas. Além da interface web, o projeto ATER também oferece uma API REST que possibilita que aplicações utilizem o protótipo de maneira automatizada. Ainda na primeira fase, foram realizados testes na rede Cipó, entre os Pontos de Presença de Goiás e do Rio de Janeiro.

Na segunda fase, o grupo está evoluindo a solução, realizando testes com usuários pilotos na rede experimental Cipó, ao mesmo tempo em que desenvolve uma solução para switches OpenFLow. Foi articulada uma parceria com o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) para participação nos testes piloto desta solução, devido à necessidade de realização de transferência de grandes volumes de dados e à possibilidade de utilização da API desenvolvida pelo grupo em aplicações de e-ciência. Os resultados intermediários foram apresentados durante a demonstração realizada no Workshop da RNP (WRNP), em maio de 2014 em Florianópolis.

 

Relatório de Gestão da RNP 2013.2

Este GT tem como objetivo desenvolver e implantar um protótipo de serviço para identificar fluxos de pacotes que transportam grande volume de dados, além de criar circuitos dinâmicos dedicados para enviá-los. Como resultado, os usuários da rede experimental Cipó, da RNP, que precisam transportar grandes volumes de dados de maneira confiável, poderão fazê-lo em menos tempo, por meio de circuitos criados de forma automática e dinâmica com base nos padrões de fluxos identificados. Os principais resultados alcançados pelo GT foram:

 

  • Empacotamento e documentação dos softwares dos elementos RACE e CORE, que compõem a solução desenvolvida pelo GT;
  • Testes de integração entre os componentes que validaram o protótipo desenvolvido em laboratório;
  • Realização bem sucedida de um piloto entre o PoP-GO e o PoP-RJ, para validar a solução em ambiente real; e
  • Transferência de tecnologia da Universidade Federal de Goiás (UFG) para os especialistas da RNP que acompanharam o GT.

Na primeira fase, o projeto concluiu o desenvolvimento de um protótipo no qual um usuário é capaz de definir regras efetivas ou de monitoramento que permitem encaminhar tráfego por meio de circuitos dinâmicos ou apenas monitorar o fluxo de dados. Toda a interação do usuário com o protótipo do ATER pode ser realizada através de uma interface web simples, que favorece a criação de regras, a remoção de regras e o monitoramento de estatísticas. Além da interface web, o projeto ATER oferece uma API REST, que permite que aplicações utilizem o protótipo de maneira automatizada.

 A proposta de evolução do protótipo para piloto inclui:

  1.  Realizar testes com usuários pilotos na rede experimental Cipó e evoluir o protótipo para torná-lo mais robusto e escalável. Foram realizados contatos com outros potenciais usuários, como o Sistema Nacional de Processamento de Alto Desempenho (SINAPAD) e o GT de Visualização Avançada, que manifestaram o interesse em utilizar a solução desenvolvida;
  2.  Ampliar a robustez do sistema, com métodos para validação de protocolos e testes automatizados de software; e
  3. Ampliar a escalabilidade por meio de uma solução baseada em computadores (switches) para acesso aos circuitos dinâmicos.

 

O Comitê de Avaliação recomendou o GT-ATER para a fase 2 por considerar que o protótipo pode agregar uma nova funcionalidade à Rede Cipó, a reserva de circuito por meio de regras. O Comitê também considerou importante a possibilidade de integração com o OpenFlow/SDN.


Relatório de Gestão da RNP 2013.1

Este GT tem por objetivo desenvolver e implantar um protótipo de serviço para identificar fluxos de pacotes que transportam grande volume de dados, além de criar circuitos dinâmicos dedicados para enviá-los. Como resultado, os usuários da rede experimental Cipó, da RNP, que precisam transportar grandes volumes de dados de maneira confiável, poderão fazê-lo em menos tempo, por meio de circuitos criados de forma automática e dinâmica, com base nos padrões de fluxos identificados. Os principais resultados alcançados pelo GT no primeiro semestre foram:

  • Desenvolvimento dos dois elementos que compõem a solução: RACE, elemento necessário para o monitoramento do tráfego e o estabelecimento dos circuitos dinâmicos, e CORE, que faz a gerência das regras para estabelecimento dos circuitos;
  • Criação de um ambiente emulado para validação do protótipo desenvolvido, utilizando a solução desenvolvida pelo Serviço Experimental (SE) Cipó para a criação de circuitos dinâmicos;
  • Desenvolvimento do portal do serviço, para a criação e gerência de regras e usuários;
  • Demonstração prática bem sucedida, realizada durante o WRNP 2013.

 

Programa de GTs

Página do Projeto ATER no programa de GTs: GT-ATER

Etiquetas
  • Nenhum