Page tree

Memoria_8ª Reunião de coordenadores de marcos_compromisso Ciência Aberta 12_12_2019.docx

   8 ª Reunião Bimestral do Compromisso pela

Ciência Aberta

 

Data : 12.12.2019

 

Horário : 10h às 16h

 

Local : Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

 

Pauta : Relato das atividades realizadas pelo coordenador do compromisso e relato das atividades executadas pelos Marcos

Participantes:

 

Nome

Instituição/Setor

E-mail

Embrapa

Adriana Cristina da Silva

Supervisão de Governança da Informação e Transparência

adriana.silva.@embrapa.br

Massayuki Franco Okawachi

Supervisão de Governança da Informação e Transparência

massayuki.okawachi@embrapa.br

Débora Pignatari Drucker*

Embrapa Informática Agropecuária

debora.drucker@embrapa.br

Capes

Janaína Carvalho

 

janaina. carvalho @capes.gov.br

 

Katyusha Madureira Lopes de Souza

 

katyusha.souza@capes.gov.br

CNEN/Ibict

Luis Fernando Sayão*

 

lsayao@cnen.gov.br

Vanderlmo C. Barreto Neto

 

vandercbarreto@gmail.com

FIOCRUZ

Vanessa de Arruda Jorge

Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS)

vanessa.jorge@fiocruz.br

CNPq

Marconi Edson Esmeraldo Albuquerque

Diretoria de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde

medson@cnpq.br

Rosana Maria Figueiredo

Coordenação do Programa de Pesquisa em Engenharias - COENG/CGECT

rosana.figuereido@cnpq.br

Lisandra Helena Barros Santos

Diretoria de Cooperação Institucional

lisandra.santos@cnpq.br

Universidade de Brasília (UnB)

Michelli Pereira da Costa

Faculdade da Ciência da Informação

michelli@unb.br

Ibict

 

 

 

Bianca Amaro

Coordenação Geral de Pesquisa de Manutenção de Produtos Consolidados (CGPC)

bianca@ibict.br

Washington Luís Ribeiro

Coordenação do Laboratório de Metodologias de Trat. e Disseminação da Informação (COLAB)

washingtonsegundo@ibict.br

Tainá Batista de Assis

 

taina@ibict.br

ABEC

Eloísa da Conceição Príncipe de Oliveira

Diretoria da ABEC

 

RNP

Carolina Howard Felicíssimo*

Gerência de Comunidades e Aplicações Avançadas (GCAA)

carolina.felicissimo@rnp.br

MCTIC

Luiz Fernando Fauth

Secretaria Executiva

luiz.fauth@mctic.gov.br

Maíra Murrieta Costa

Secretaria Executiva

mmurrieta@mctic.gov.br

Johnny Santos

 

 

Antonia Lídia

 

 

Marcelo Conforto

 

 

Rachel Andrade

 

 

 

 

 

Laboratório de Inovação   em   Políticas Públicas   (LIPP)

Fernanda Scovino Machado*

 

fscovinom@gmail.com

SciELO Brasil

Solange Maria dos Santos*

 

 

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Sônia Elisa Caregnato*

 

 

 

Arquivo Nacional

 

Luana Sales*

Arquivo Nacional

luanasales@ibict.br

* Participação virtual

 

 

 

Síntese dos assuntos discutidos:

 

Abertura da Reunião

O início dos trabalhos foi coordenado pelo assessor da Secretaria Executiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Luiz Fernando Fauth , com a concessão da palavra para abertura do evento ao diretor de Governança Institucional do MCTIC, Johnny Ferreira dos Santos , que ressaltou a importância da Política de Dados Abertos, afinal ele considera como um mecanismo cada vez mais forte entre o governo e a sociedade, com isso a necessidade, na visão do diretor do MCTIC, de ocorrer a interação por meio da gestão de dados abertos, frisando  ser este um assunto em construção.

 

Deliberações:

 

Após a abertura, a palavra foi passada à coordenadora do Open Government Partnership – OGP, Patrícia Bertin , representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – (Embrapa), citou a contribuição da servidora da Embrapa, Juliana Meireles Fortaleza , nos últimos meses, em decorrência do afastamento da própria Patrícia Bertin por motivos pessoais pertinentes. Patrícia Bertin citou que os marcos estão bem adiantados. Posteriormente, foi apresentado o calendário com a sugestão de das datas para a realização das reuniões no ano de 2020.

 

Ficou decidido que a próxima reunião será dia 14 de fevereiro de 2020, na Capes (Brasília-DF).

 

Ficou decidido que a data provável para a 10 ª Reunião ocorrerá entre 13 e 17 de abril de 2020.

 

Com o uso do material informativo projetado, Patrícia Bertin relatou os resultados responsáveis pela formação de um cenário considerado desejável, que se desenhou a partir do conhecimento apreendido por meio das oficinas de co-criação, ao mesmo tempo, aproveitou para informar o caminho para obtenção de mais informações sobre as oficinas de co-criação, revelando o caminho que é o site do Governo Aberto, da CGU.

 

 

MARCO 1. Implantação de uma rede interinstitucional pela Ciência Aberta

Relatores: Luiz Fernando Fauth e Maíra Murrieta Costa

Avanços no último trimestre de 2019:

O assessor da Secretaria Executiva, Luiz Fernando Fauth , informou sobre o desempenho do Grupo de Trabalho Interno no MCTIC com a realização de encontros durante o segundo semestre de 2019, com um reaprendizado a partir de entendimentos heterogêneos em discussão pelo Grupo de Trabalho.

 

O assessor da Secretaria Executiva, Luiz Fernando Fauth, revelou que a intenção era publicizar o documento quando estiver concluído, uma data próxima seria em meados de fevereiro/2020. A proposta do Assessor é a realização de um seminário com a apresentação do Grupo de Trabalho Interno sobre Ciência Aberta do MCTIC.

 

Outro ponto destacado foi a necessidade da elaboração de um documento sobre Ciência Aberta no Brasil, uma solicitação encaminhada pelas autoridades responsáveis pelo evento da Unesco, realizado em Paris-FR, em novembro/2019. Também foi citada a importância da apresentação desse documento na OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico com previsão para abril/2020.

 

Maíra Murrieta Costa fez um breve relato sobre o Dia Mundial da Ciência, promovido pela Unesco, em Paris, FR, em novembro/2019, ocasião em que fez uma apresentação sobre as inciativas em ciência aberta no Brasil, onde foi ressaltada a importância do GT sobre Ciência Aberta do MCTIC.

 

______________________________________________________________________

 

MARCO 3. Definição de diretrizes e princípio para políticas institucionais de apoio à Ciência Aberta .

 

A exposição de atividades foi feita pela representante do IBICT, Bianca Amaro , inicialmente, informando sobre a participação da própria em diversos fóruns internacionais em torno do tema Ciência Aberta, resultando em conhecimento sobre os trabalhos desenvolvidos por outros países, citando o caso do México.

 

Em comparação, Bianca Amaro, apontou dois pontos sensíveis ao desenvolvimento da Ciência Aberta no Brasil, em primeiro, a necessidade de marcos legais para atuação e, em segundo, a mudança efetiva em relação à participação dos cientistas. As informações nacionais e internacionais relacionadas com documentos e referências serão condensadas e resultarão em um relatório final do MARCO 3 , denominado de Relatório Geral de Diretrizes e Princípios da Ciência Aberta, tendo o prazo de 20 de janeiro/2020 para que sejam finalizadas as correções pelos integrantes do OGP.  A sugestão dada por Bianca Amaro para dinamizar o trabalho de correção é a utilização do GoogleDocs .

______________________________________________________________________

MARCO 4. Promoção de ações de sensibilização, participação e capacitação em Ciência Aberta ,

 

A relatora das atividades foi a representante da Fundação Oswaldo Cruz -Fiocruz, Vanessa de Arruda , que explicou sobre o desenvolvimento da política em Ciência Aberta desde 2017 e deve passar, internamente, por um fórum para aprovação do documento no intuito de instituir a Política Interna de Ciência Aberta da Fiocruz.

 

Diante do tema, Vanessa de Arruda disse que ao longo das atividades, o papel de promoção de ações de sensibilização, participação e capacitação está sendo assumido por todas as instituições envolvidas na OGP. Vanessa de Arruda citou a Capes como a realizadora dos dois eventos em 2019, lembrando o evento de 13 de novembro/2019, na Capes, em Brasília, DF. Também esclareceu que o site da Capes tem todo o material coletado dos eventos com ampla disponibilidade para consulta. Também se ateve a citar o Glossário da Ciência Aberta , contendo 88 termos validados por 66 especialistas. O planejamento se baseia, segundo Vanessa de Arruda, na organização de cursos de capacitação sobre Ciência Aberta a serem oferecidos pela Fiocruz até julho/2020.

 

O Vídeo da Ciência Aberta está em processo de construção pela Fiocruz pelo fato do conteúdo da mídia, atualmente, ser alvo de estudo pela instituição. A intervenção da representante do IBICT, Bianca Amaro, foi na concordância com Vanessa de Arruda sobre a necessidade de determinar uma forma de avaliação para a questão da disseminação da Ciência Aberta. Bianca Amaro especificou a avaliação, sugerindo como modelo a avaliação métrica. A representante do CNPq, Rosana Maria Figueiredo, citou a experiência do CNPq que introduziu a avaliação dos pesquisadores por meio da gestão de dados científicos de imediato, considerado um marco interessante para a instituição. Para Michelle, representante da Universidade de Brasília, reforçou a importância de ampliar o sistema sugerido em discussão para uma pergunta: “O que é Ciência?”.

____________________________________________________________________

MARCO 8. Proposição de padrões de interoperabilidade para repositórios de dados de pesquisa

 

Apresentado pelo representante do IBICT, Washington Segundo , citou a contribuição de Luís Sayão ( Comissão Nacional de Energia Nuclear- CNEN), Leandro Ciuffo, Carolina Felicissimo e Gustavo Dias (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa- RNP) e João Moreira (Universidade Twente – Holanda), focando no relato das experiências com o Dataverse [1] com a explicação que será possível abarcar todas as pesquisas científicas com o Dataverse.

 

Como proposta, o OASISBR, passa a ser o responsável em copilar todos os repositórios, ao lado do desenho explicativo, Washington Segundo, apresentou o repositório europeu – OPENAIRE, além da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) integra e dissemina, em um só portal de busca, os textos completos das teses e dissertações defendidas nas instituições brasileiras de ensino e pesquisa.

 

Os próximos passos para Washington Segundo são promover webinários e oficinas com prazo final definido para março de 2020 . O IBICT, por meio de seus representantes, assegurou a recomendação do Dataverse ao OGP. Diante da discussão sobre dados abertos x dados públicos, a coordenadora do OGP, Patrícia Bertin, firmou uma afirmativa no sentindo da Governança da Ciência Aberta de que se o compartilhamento de dados pelo Dataverse possibilita o sigilo, logo não pode ser indicado.

 

Para a maioria, há consenso daquilo que é público, também é entendido como aberto, logo com amplo alcance para permitir total visibilidade dos dados. A explicação do representante do IBICT, Washington Segundo, é quanto à interoperabilidade, que se traduz em um ponto para convergir os dados, pegando o comum de todos, agregando todos os repositórios institucionais e depois partir para os dados genéricos.

______________________________________________________________________

MARCO 6. Proposição de conjunto de indicadores para aferição da maturidade em Ciência Aberta

 

Por meio da videoconferência, representante da Associação Brasileira de Editores Científicos - ABEC , Eloísa da Conceição Príncipe de Oliveira , anunciou as atividades desenvolvidas para implementação com o 16 º curso de Editoração Científica, em junho de 2019, a partir de palestras temáticas em torno da Ciência Aberta, resultando em um ebook “ Ciência Aberta para Editores Científicos [2] ” dos trabalhos apresentados e disponível no site da ABEC.

 

A coordenadora da OGP, Patrícia Bertin, perguntou se é possível ir além da comunicação e sensibilização e se poderia com isso aumentar o campo de atuação nesse sentido. Eloísa entende que é um processo de convencimento dos editores para articulação junto aos editores científicos. Com reconhecimento de não ter tido o momento com Rui Seabra Ferreira Júnior para discutir outras ações, além dos eventos. As palavras de Eloísa definem o que ela considera essencial para ser feito, que é o trabalho de “formiguinha”.

 

Em resposta à apresentação da ABEC, Bianca Amaro expressou que deseja contribuir para o desenvolvimento do Marco 6.

 

MARCO 9. Proposição de conjunto de indicadores para aferição da maturidade em Ciência Aberta, a coordenadora da OGP, Patrícia Bertin, fez uma avaliação dos indicadores em estudo que deverá ser aplicado até julho/2020, após conclusão dos trabalhos com os pesquisadores.

______________________________________________________________________

MARCO 7. Implantação de infraestrutura federada piloto de repositório de dados de pesquisa ,

Tendo como responsável em relatar as atividades sobre o assunto, a representante da RNP, Carolina Felicíssimo , que trouxe a relação de trabalho entre IBICT e RNP no desenvolvimento de um plano e com a perspectiva para o ano de 2020 da aplicação desse plano relacionado com a infraestrutura dos repositórios de dados de pesquisa existentes no Brasil.

______________________________________________________________________

 

MARCO 5. Articulação com agências de fomento para a implantação de ações de apoio à Ciência Aberta ,

 

Como representante do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, Rosana Maria Figueiredo , informou sobre o avanço, internamente, com o apoio da Fiocruz e do IBICT. Na oportunidade, procedeu-se à assinatura de um acordo de cooperação entre o CNPq e o IBICT para a criação de um repositório de dados científicos, o Lattes Data, com a presença de conselheiros do CNPq e da diretoria do IBICT. O Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, presenciou a assinatura do acordo entre CNPq e IBICT.

 

Após a cerimônia de assinatura concluída, a coordenadora do OGP, Patrícia Bertin, fez uma série de questionamentos sobre as atividades a serem geridas pelos responsáveis do MARCO 5 para compreensão das atividades com o novo repositório de dados científicos. Segundo Rosana Maria Figueiredo, o CNPq resolveu expandir e espera contar com a ajuda das instituições, a frase utilizada pela representante do CNPq foi a seguinte: isso não é o fim, mas sim o começo.

______________________________________________________________________